A importância do enxaguante bucal para a escovação

0
16
A importância do enxaguante bucal para a escovação

Para se manter uma boa higienização bucal, é necessário uma escovação precisa, o uso do fio dental, e é claro do enxaguante bucal. Assim como os procedimentos e tratamentos dentários, como o clareamento dental, são importantes para a manutenção do bom estado da dentição, a higienização diária também é capaz de fazer a diferença.

Poucas pessoas sabem da importância desse último passo a nossa saúde bucal e justificam a sua falta pela correria do dia-a-dia. Essa justificativa não influencia apenas no uso do enxaguante bucal, mas na qualidade das demais etapas, veja abaixo a importância e a forma correta de usar o enxaguante:

O enxaguante bucal e a escovação

É importante separar cada passo e saber que cada um deles possui a sua relevância. Assim como a passagem do fio dental não substitui a escovação, o enxaguante bucal também não possui esse prodígio. É apenas com o conjunto desses passos que os procedimentos são capazes de realizar suas funções determinantes para um sorriso de melhor estética.

Cada um desses passos possuí suas competências e atuam de diferentes formas para a remoção da placa bacteriana presente nos dentes. O enxaguante bucal, por sua vez, além de proporcionar um melhor hálito, atua na remoção das bactérias nocivas que não foram removidas pela escovação.

O uso correto do enxaguante bucal

O enxaguante bucal, como dito, atua contra o acúmulo de bactérias na arcada dentária, ajudando na manutenção da limpeza dos dentes. Logo, o uso correto desse produto é sempre após o fio dental e a escovação, finalizando a higiene da boca e da língua, e trazendo uma maior refrescância para o hálito.

Com a ausência do enxaguante bucal a escovação e o fio dental atingem apenas 25% da boca, e com a sua finalização pode alcançar quase a sua totalidade. A utilização desse terceiro elemento deve ser diária, principalmente no horário da manhã e noite. O bochecho deve ser realizado por pelo menos 30 segundos e não é preciso enxaguar a boca com água depois. É indicado que crianças de 6 a 12 anos usem 10 ml do produto sem álcool, já os adultos 20 ml. Por fim, a ingestão do produto pode trazer danos ao estômago, então tenha cuidado para não o ingerir.

Como conferir a eficiência da higiene bucal?

Mesmo cumprindo os três passos essenciais para a manutenção de uma boa higiene bucal, o uso do fio dental, a escovação e o uso do enxaguante bucal, ainda pode-se ter a dúvida se os procedimentos estão sendo realizados da forma correta e se todos os resíduos dos alimentos foram devidamente eliminados.

Com isso, o uso de algumas pastilhas pode ser recomendado pelo seu dentista, sendo elas capazes de permitir que você identifique as placas bacterianas que ainda estão presentes na dentição. Isso se deve ao pigmento avermelhado que fica no lugar em que as bactérias continuam acumuladas, sendo necessário uma nova escovação localizada.

Portanto, ao se certificar de manter todos os passos citados, procure também visitar a clínica odontológica regulamente, uma vez que só assim será sua limpeza será certificada e poderá ser feita a limpeza profissional no intervalo devido de tempo. Além disso, é só com o acompanhamento de um dentista que se sabe a real situação da arcada dentária e se protege os dentes de demais problemas que podem os atingir.