Cuidados com a gravidez: saiba como ter uma gravidez saudável

0
46
gravidez

A notícia de uma gravidez traz consigo várias emoções para a futura mãe e para os familiares. Com a gravidez vem o sentimento de alegria, de realização, mas também a ansiedade e preocupação frequente. O indicado é que a gravidez seja planejada previamente, mas como sabemos que nem sempre isso acontece, uma série de cuidados é indicado, mantendo ainda a visita frequente ao médico e ao dentista Lavras.

Caso a gravidez seja planejada, algumas medidas já devem ser aderidas no cotidiano da mulher, para a preparação corporal e a obtenção de uma melhor saúde física e mental. O Papanicolau e demais exames ginecológicos, além dos exames de sangue e de urina, são realizados nessa fase de planejamento, avaliando as condições da mulher e analisando algumas se alguns cuidados como suplementações são necessários. Demais cuidados como o uso do ácido fólico, que compõe as vitaminas do complexo B serão recomendados no primeiro trimestre da gestão, três meses antes da gravidez.

Já com a notícia da gravidez, mesmo se for uma surpresa, é necessário que haja um cuidado ainda maior quanto ao corpo, cuidados esses estabelecidos e acompanhados pelo médico pelo pré-natal, permitindo um processo saudável e tranquilo para a mãe e para o bebê. Veja alguns desses cuidados:

Alimentação saudável e equilibrada na gravidez

Em alguns casos, mulheres gestantes sentem enjoo e náuseas nos primeiros três meses da gestação, o que faz com que seja difícil manter uma alimentação equilibrada. Porém, é necessário se esforçar e selecionar os alimentos ingeridos, como verduras, frutas e leguminosas. Tenha sempre em vista que o seu bebê necessita de minerais, vitaminas e nutrientes suficientes para um bom desenvolvimento saudável.

Quanto a alimentação, o mais importante não é a quantidade e sim a qualidade, não exagere, isso pode levar a complicações durante esse período. Procure se alimentar mais vezes durante o dia, porém com refeições mais controladas. Alimentos como arroz integral, aveia e pães integrais podem ser aderidos em sua dieta sem medo, uma vez que auxiliam no controle das funções intestinais que tendem a tardar na gravidez. Peixes, carnes magras, queijos, derivados de leite, semente e castanhas são ricas fontes de proteínas e também podem ser consumidos.

Evitar doces e bebidas que possuem cafeína em sua composição é importante, uma vez que esse consumo pode afetar negativamente a saúde do bebê, comprometendo o seu ganho de peso.

Confira também: Ensaio de natal bebê: Dicas para registrar a primeira comemoração do seu pequeno

Corte maus hábitos como o cigarro e a evite a bebida alcoólica

O tabaco é capaz de levar alterações do crescimento intrauterino, podendo aumentar o risco de abortos espontâneos. Caso haja o vício, o uso deve ser reduzido ao máximo. O consumo de álcool é capaz de levar a malformações e influenciar importantes estruturas no desenvolvimento do feto, além de influenciar o desenvolvimento de distúrbios neurológicos como o nível de irritação e hiperatividade depois do nascimento.

Praticar atividades físicas/exercícios físicos

Pela sensibilidade do momento, atividades físicas mais leves, como a caminhada, podem auxiliar no alivio de inchaços, na diminuição das chances do desenvolvimento de diabetes gestacional e hipertensão, além de ajudar no controle do peso corporal. É capaz também de liberar a serotonina, que influencia na sensação de bem-estar.

Na falta de contraindicações médicas, é importante que não se deixe de praticar alguma atividade física nesse período, atividades mais relaxantes e sem muito esforço, como a hidroginástica, natação, pilates e o yoga, podem ser as melhores escolhas. Contudo, não deixe de consultar a opinião de seu obstetra.

Priorize o seu descanso durante a gravidez

A gestação traz consigo uma sensação de cansaço intensa e frequente. Essa demasia de sono nos primeiros meses e o peso do corpo faz com que seja difícil realizar simples tarefas do dia-a-dia. Isso se deve pelo alto funcionamento do organismo que tem de suprir suas necessidades e a do feto. Portanto, não se sobrecarregue ainda mais, evite atividades que exijam muito esforço e descanse o quanto precisar.

Não se automedique

A automedicação não é indicada em qualquer que seja a situação da pessoa, ainda mais se a pessoa for uma gestante. Essa ação é capaz de trazer uma série de complicações a saúde, e existem vários motivos que justificam a sua restrição nesse período em especifico. Existem várias substâncias capazes de interferir no crescimento do bebê, levando a más-formações e abortos.

Leia também: Neosoro gestante pode usar? — ou esse medicamento deve ser evitado durante a gestação.

Logo, não se automedique em qualquer condição, e em caso de sintomas e dores intensas, consulte rapidamente seu médico. É importante que no decorrer do acompanhamento se o médico tenha conhecimento sobre esses efeitos, de uma simples dor de cabeça e dores nas costas a incomuns sangramentos. Caso se tenha necessidade, o especialista te indicará o medicamento correto.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here