Lazer para idosos: saiba como se divertir na melhor idade

0
30
Lazer para idosos

Com a chegada da terceira idade, uma série de mudanças começam a ser parte de nosso dia-a-dia. A incidência da aposentadoria, o afastamento dos filhos, a perda da disposição e as complicações a saúde podem ser algumas das faces da vida do idoso, mas não devem compor o seu total.

A terceira idade também pode ser sinônimo de liberdade e de independência, facilitando que o tempo seja melhor administrado para atividades de lazer. O tempo livre do idoso pode ser usado para diversão e entretenimento, indo além dos tratamentos e procedimentos como a lente de contato dental. Veja algumas opções de lazer na terceira idade:

Sessões de cinema e teatro

Caso as sessões de filmes em casa sejam cansativas e entediantes, idas ao cinema e teatro podem ser melhores formas de entretenimento. O escape da realidade e a entrada em um mundo de fantasia, de aventura, mistério, drama, comédia, terror e romance podem ser a emoção que o seu cotidiano precisa.

Além desse fator, se permite que o idoso se socialize e se relacione com demais pessoas, se mantendo conectado e imerso a cultura. No Brasil, a constituição permite que a meia entrada a pessoas de idade a partir dos 60 anos, facilitando o processo.

Prática de exercícios físicos

A manutenção de uma vida ativa é importante em todas as faixas etárias, mas ainda mais para os idosos. Uma vez que com o avanço da idade as pessoas tendem a ficar ainda mais sedentárias, as complicações naturais da velhice podem piorar e fazer com que seja ainda mais difícil aproveitar a vida.

Com isso, e ainda devido a maior período livre, manter a prática regular de atividade física não deve ser vista como um peso, mas sim como uma forma de longevidade e de lazer.

Sair de casa para uma caminhada, praticar hidroginástica, e até mesmo se aventurar em outras modalidades é capaz de promover uma melhor qualidade de vida. Além dos diversos benefícios a saúde física, uma vida ativa também é sinônimo de saúde mental.

Investir na leitura

Uma dose diária de leitura pode ser a fonte de conhecimento e de cultura necessária, além de que também é uma ótima maneira de se entreter. Assim como as telonas e telinhas de casa podem trazer novos mundos até você, assim é com a leitura.

A leitura, por sua vez, é uma forma de continuar exercitando a mente, conservando e potencializando o raciocínio, auxiliando na sintetização de novas conexões cerebrais e ajudando na conservação de informações.

Ademais, a leitura é um fácil, rápido e prático entretenimento que pode está contigo em todos os momentos. Frequentar clubes de leitura podem influenciar a pessoa a criar esse hábito, otimizando ainda o ciclo social.

Para idosos que não conseguem realizar essa ação sozinhos, é interessante que algum familiar se proste a ler para eles obras de seu interesse.

Dança

A dança, além de ser uma ação que exige e explora uma variação de movimentos, é uma ótima forma de juntar a atividade física com o lazer. É capaz de trazer ritmo e maior alegria a pessoas dessa faixa etária pela música e de exercitar o raciocínio pelas coreografias.

Os grupos de dança podem fazer com que essa prática seja ainda mais divertida, ajudando o idoso a se relacionar melhor e formar novos laços. Entretanto, deve-se consultar o médico para averiguar se o idoso possui condições a escolher a dança como distração dentre as demais.

Dinâmicas em família

Com a terceira idade, muitas vezes vem a solidão pela ausência dos filhos, sendo um problema que pode impactar fortemente a saúde mental do idoso. Com isso, a família deve-se mobilizar e se atentar as visitas e as maneiras de fortalecer a relação com o membro mais velho.

Nada melhor do que reunir a família para se divertir no final de semana, com atividades recreativas e dinâmicas que envolvam a todos.

Momentos de alegria e em família são essenciais para o suporte e a manutenção da saúde e bem-estar do idoso. Jogos interativos como tabuleiro, dominó e baralho também podem ser uma opção a se aderir em família, colaborando com o combate a doenças como o Parkinson e Alzheimer.

É por meio da execução dessas atividades e da sociabilidade que elas promovem que se alcança uma terceira idade mais feliz e saudável.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here