Você sabe da importância das consultas regulares aos médicos?

0
12
A importância das consultas regulares aos médicos
A importância das consultas regulares aos médicos

Você sabe da importância das consultas regulares aos médicos? As consultas médicas regulares são extremamente importantes para mantermos nossa saúde em dia. O acompanhamento com um especialista não é necessário apenas em situações de procedimentos médicos, odontológicos como a lente de contato dental, estéticos e cirúrgicos. Grande parte das pessoas só entram em contato com o médico quando sentem algum incômodo ou alguma dor intensa. Contudo, um acompanhamento médico e um check-up ajudam na prevenção e a detectar doenças em seu início.

As visitas regulares ao consultório médico podem salvar uma pessoa da morte e, juntamente com uma boa alimentação e exercícios físicos, podem formar um escudo contra as doenças. Existem enfermidades que são causadas pela genética e demais que não apresentam sintomas. Com isso, é somente com o contato de um especialista que se percebe sua incidência. Veja os principais motivos para frequentar o médico regulamente, ao menos uma vez no ano:

Identificação precoce de doenças

Em casos de doenças sem sintomas ou em seu início, a única forma de detectar é pelo acompanhamento médico com frequência e um check-up realizado regulamente. Ao se identificar uma doença em seu estágio inicial, há maiores condições de se curar e assim, uma maior qualidade e longevidade de vida.

O AVC (acidente vascular cerebral) e o infarto são exemplos inoportunos que acontecem de repente. É apenas com uma consulta médica regrada que é possível se precaver, perceber os sinais de risco e permitir com que o tratamento seja mais rápido e sem complicações de doenças como colesterol alto e hipertensão arterial.

A importância das consultas regulares aos médicos  e o histórico médico

Caso haja histórico familiar de certas categorias como pressão alta, câncer ou distúrbios do sono, é preciso que você entre em contato com seu médico de confiança. Assim, é possível ser realizado um acompanhamento personalizado e mais preciso.

Para um diagnóstico coerente e mais assertivo é preciso manter essa frequência e assim, um histórico médico sempre recente. Com isso, ao ter um médico que concentra as informações, te passa as orientações recomendadas e a solução de forma linear, os adultos encontram ali um profissional o qual pode fidelizar, assim como os pediatras e as crianças; já que ele vai sempre reconhecer a sua situação e te dá o feedback a partir do que foi sintetizado na última sessão.

O acompanhamento iniciado desde a primeira sessão pode ser seguido por qualquer membro do grupo multidisciplinar, seja o médico, enfermeiro, psicólogo ou assistente social. É consecutivo e faz-se coerente identificar os problemas, dificuldades do paciente e os cuidados e atitudes as serem tomadas.

A primeira consulta

O relacionamento entre a equipe de saúde e o paciente é criado a partir da primeira ida ao consultório. Quando for se preparar para sua primeira consulta tenha em mente de sempre respeitar as iniciativas do profissional e suas orientações, sendo recomendada uma variedade de demanda e um menor tempo de retorno.

A primeira consulta tende a ser mais longa por ser o primeiro contato e se tratar de uma reunião de exposições de fatos por parte do paciente, e de esclarecimentos detalhados por parte do médico. A ansiedade e a expectativa do paciente pela solução do problema também colaboram quanto a duração da sessão. O especialista precisa desse tempo inicial para traçar a situação corretamente, analisá-la, e para evidenciar cada pormenor e as próximas medidas ao paciente.

Consultas seguintes

As consultas subsequentes tendem a possuir a intenção do acompanhamento. A duração das sessões deve ser de tempo suficiente para concretizar o diálogo afim de avaliar o desenvolvimento clínico, os resultados dos exames, o uso das medicações, os métodos preventivos e questões extras. Essas questões devem ser complementadas e receberem acréscimos com o tempo; permita que o apoio educativo, emocional, a gestão do risco e as avaliações continue.

Autodiagnostico e automedicação

Segundo o Instituto de Ciência Tecnologia e Qualidade (ICTQ), atualmente cerca de 40% dos brasileiros pesquisam seus sintomas na internet na intenção de se realizar um autodiagnostico médico. O Ministério da Saúde afirma que essa iniciativa leva à automedicação, e as consequências para essa ação são extremamente negativas como o atraso do diagnóstico correto, efeitos colaterais e a piora do estado da enfermidade.

Manter o contato com um médico durante o período de diagnóstico é muito importante para a saúde do paciente, pois a população se encontra carente de atendimento e informações sobre sua saúde. Deste modo, o paciente deve sempre voltar ao médico para acolher os resultados, progressos e retrocessos do tratamento, e se há a necessidade de troca da receita ou novos exames.

A importância do check-up

O acompanhamento médico está fortemente relacionado ao check-up. O check-up realiza a avaliação completa do paciente e possui o objetivo de acompanhar o processo, atuar na prevenção e no diagnóstico da doença. Esse procedimento é solicitado pelo médico e é baseado em exames laboratoriais e clínicos.

Fatores como gênero, idade, hábitos, histórico individual e familiar são levantados para a análise. A constância das consultas médicas pode depender de cada situação apresentada. É relevante sempre perguntar ao médico a frequência sugerida para marcar uma sessão.

Considere sempre guardar os exames já feitos e levá-los para que o médico avalie e tire algumas conclusões referentes a evolução ou o decaimento de sua saúde e eventuais danos.

Para uma boa consulta médica

O Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos dá algumas dicas de como se preparar para uma boa consulta ao médico e desempenhar um papel ativo em sua saúde: listar sintomas e as principais dúvidas, realizar anotações quanto as doenças desenvolvidas, medicamentos utilizados e procedimentos já realizados, e levar sempre um acompanhante para lembrar de demais informações evidenciadas pelo médico.

Portanto, mesmo que esteja aparentemente saudável, procure ter frequência aos consultórios médicos, é conhecendo sua real situação que você se previne e fica realmente protegido quanto as doenças.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here